Make your own free website on Tripod.com

VLADIMIR ALVES

Artigos

Home | Perfil | Mídia | Contato | Fotos | Curriculum | Artigos | Imprensa

entrevistamilene.jpg

A TELEVISÃO RENDE-SE À INTERNET

Vladimir Alves

Em um período onde ONG’s e telespectadores, cobram e fiscalizam a qualidade e o conteúdo dos programas de televisão, produtores e apresentadores - avessos a tudo - continuam recheando a grade de programação das emissoras de TV, com conteúdo de gosto duvidoso, vindo da internet, considerada a princípio, a concorrente número 1 da televisão.

Visto que a web não roubou preciosos pontos das redes de televisão no ibope e no total de público com aparelhos de tv ligados, não é difícil se deparar entre um zapping e outro, com vídeos oriundos da rede mundial de computadores. São videocassetadas, pegadinhas, curiosidades, câmeras escondidas, flagras reais, vídeos caseiros e até mesmo momentos registrados por emissoras de TV, que povoam a web e são exibidos posteriormente por outras teles. Com a facilidade e a disponibilidade dos vídeos na internet, as grandes redes de TV usam e abusam do material virtual, já que uma vez colocados no ar, emaranham-se na World Wide Web e são considerados de domínio público, o que reduz o custo de direitos autorais e de veiculação, chegando a um investimento zero para divulgação.

Nos Estados Unidos os programas que exibem conteúdo integral vindo da web já se tornaram febre e a mania já chegou aqui no Brasil. Na briga pela audiência dominical, o programa "Domingo Legal" comandando por Gugu Liberato no SBT, reservou boa parte do tempo para a exibição de vídeos curiosos (um dos momentos de maior audiência do programa), no quadro intitulado "Rola na Rede". Devido ao ibope em alta e a grande repercussão entre o público, o programa recebe semanalmente um especialista em web que comenta todos os vídeos exibidos no programa. Mas não pára por aí. Para organizar e poder atender à demanda, os vídeos são armazenados no site Vídeos Legais, no endereço www.videoslegais.com.br , que cautelosamente exibe o seguinte aviso na página: "Esses vídeos nos foram enviados por e-mail ou recolhidos da internet. Caso você ou sua empresa sejam os detentores dos direitos autorais sobre as imagens e preferirem que as retiremos, favor entrar em contato imediatamente conosco". O site, amparado pela divulgação na televisão, recebe cerca de 50 mil acessos diários.

Outros programas como o "Superpop" da RedeTV!, comandado por Luciana Gimenez, "Controle Remoto" apresentado por Vladimir Alves na Rede Gospel de Televisão, "A Noite é uma Criança" sob o comando de Otávio Mesquita na Band e o "Pânico na TV" da Rede TV!, renderam-se ao conteúdo vindo da internet.

Resta saber se a comissão que cuida do conteúdo dos programas de TV e os telespectadores mais conservadores, aprovam esse conteúdo de gosto duvidoso que salta da rede mundial de computadores, direto para as redes de TV de todo o mundo.

VERDADE OU MENTIRA

Como a internet hospeda um número infinitamente calculável de informações, a veracidade e a credibilidade de boa parte do material veiculado na web é praticamente nula. Na rede, circulam vídeos caseiros, profissionais e milhares de montagens. Às vezes o internauta é levado a acreditar em absurdos editados por peritos em recriar situações que circulam na web, o que acaba difícultando a distinção do que é fato e o que é boato. Mentiras e dúvidas à parte, um vídeo original mudou a vida de um pacato internauta na web. Gary Brolsma, um jovem norte-americano de 19 anos filmou a si mesmo cantarolando e fazendo performances ao som de "Dragostea Din Tei", do trio romeno O-Zone (a versão que originalizou o "Festa no Apê" de Latino aqui no Brasil). Bastou disponibilizar o vídeo na web para tornar-se, sem querer, uma celebridade virtual. Esse vídeo, claro, também saltou da web e também foi parar na televisão. Algumas redes de tv como CNN, VH1 e NBC, inclusive, convidaram o garoto para participar ao vivo de programas especializados, mas assustado com a fama repentina, ele reclinou a todos os convites. As emissoras de tv então, mais uma vez, contentaram-se em abocanhar preciosos pontos de audiência, exibindo apenas a performance virtual do garoto.

Vladimir Alves  -  São Paulo  -  Brasil